8 de março - menos flores, mais luta!

Dia 1º de março, terça-feira, foi o dia escolhido para anunciar o Dia Internacional da Mulher trabalhadora. Dia de luta, não de comemorações. O resgate deste dia como dia de denúncia, manifesto e reivindicação é fundamental para lembrar a todxs que ainda temos muito pelo que lutar enquanto mulheres e povo.
As organizações urbanas que assinaram o MANIFESTO AOS PODERES percorreram alguns pontos de Porto Alegre, denunciando a mídia de massas, os governos, o estado e a justiça. Instituições que não colaboram para a emancipação popular, favorecem os homens e a violência contra a mulher - o patriarcado.

Segue abaixo o material produzido.


Momento em frente à RBS, que posteriormente fechou suas portas, após queimarmos seus jornais Donna.

Ao final da atividades, nos encontramos com a Via campesina, que organizava atividade junto ao MTD, Intersindical e Levante da Juventude.
Garantir direitos e as decisões sobre si. Estes eram o foco da manifestação.

1 comentários:

Chaves disse...

Olá,
Gostaria de aproveitar a oportunidade e divulgar o evento abaixo que será uma grande festa da resistência popular em Perus. Obrigada!
Festa de comemoração das lutas e conquistas de Perus.


“A Historia de um lugar construída e contada por seu povo”

Aniversário de 9 anos de implantação do Programa de Saúde da Família do Recanto dos Humildes.


Caminhada Cultural por Perus da associação Nova Esperança no Recanto do Humildes até a sede do sindicato dos Queixadas com apresentação de teatro, musica, cinema e fotografia nas ruas

Data: 26 de março de 2011 às 15hs

Concentração: Rua Recanto dos Humildes, 100 - Perus, São Paulo, CEP 05209-000
Participações: bateria do Valença, grupo de teatro Pandora, grupo de teatro Guarus netos de Queixadas, Sarau Poesia na Brasa, Maracatu, projeto Guri, Comunidade Cultural Quilombaque.

Show: Charles Abraão e Cheiro de Mato.


------------------------------------------------------------------------------------------------

Manifesto


Pela valorização e resgate histórico dos movimentos populares de Perus
Que as novas gerações possam conhecer a aprender com os Queixadas e com os movimentos de moradia e popular de saúdeFesta de comemoração das lutas e conquistas de Perus.


“A Historia de um lugar construída e contada por seu povo”

Aniversário de 9 anos de implantação do Programa de Saúde da Família do Recanto dos Humildes.


Caminhada Cultural por Perus da associação Nova Esperança no Recanto do Humildes até a sede do sindicato dos Queixadas com apresentação de teatro, musica, cinema e fotografia nas ruas

Data: 26 de março de 2011 às 15hs

Concentração: Rua Recanto dos Humildes, 100 - Perus, São Paulo, CEP 05209-000
Participações: bateria do Valença, grupo de teatro Pandora, grupo de teatro Guarus netos de Queixadas, Sarau Poesia na Brasa, Maracatu, projeto Guri, Comunidade Cultural Quilombaque.

Show: Charles Abraão e Cheiro de Mato.


------------------------------------------------------------------------------------------------

Manifesto


Pela valorização e resgate histórico dos movimentos populares de Perus
Que as novas gerações possam conhecer a aprender com os Queixadas e com os movimentos de moradia e popular de saúde.
Que os movimentos populares se mantenham vivos para a construção de um mundo mais justo
-----------------------------------------------------------------

Exemplos de Perus para o mundo

Você sabia que:

Os Queixadas foram trabalhadores da fábrica de cimento que fizeram a greve mais duradoura da Historia Brasileira, 7 anos, e que contribuiu para que hoje tivéssemos presença do sindicato nos atos de contratação e demissão de mão de obra, salário família, reconhecimento da legalidade das greves por atraso de pagamento entre outros benefícios?

O movimento de moradia do Recanto dos Humildes teve uma belíssima experiência de solidariedade na construção das casas através do mutirão que se desdobrou na construção de um Posto de Saúde – Programa de Saúde da Família,com ajuda de muitas pessoas?

O movimento popular de saúde de Perus é um grande exercício de democracia e além de lutar por maior assistência na área da saúde foi essencial para que o lixão fosse desativado e não instalassem mais lixões na região?


Realização: Quilombaque, Sindicato dos Queixadas, Movimento Popular de Saúde,

Apoio: Associação Nova Esperança, Grupo de Caminhada de Perus, Escola de Idiomas Speak Well, Grupo de Terapia Comunitária Primavera, Centro Pastoral Santa Fé.

Camisetas da Resistência Popular

Camisetas da Resistência Popular
Disponíveis também em branco. Acesse resistenciapopularrs@gmail.com para comprar.

Camisetas Poder Popular e Lúcia Parsons

Camisetas Poder Popular e Lúcia Parsons
Todas as camisetas a R$20,00 mais frete para todo o Brasil.